Polícia incinera mais de 700 quilos de drogas na Capital

Mais de 700 quilos de entorpecentes foram incinerados na manhã desta sexta-feira (29) em uma cerâmica na Estrada Transacreana, em Rio Branco.

A ação teve a participação do Delegacia de Combate ao Narcotráfico (Denarc), da Justiça, Ministério Público do Estado e da Vigilância Sanitária.

Conforme o coordenador da Denarc, delegado Pedro Rezende, a droga incinerada foi apreendida entre o segundo semestre de 2018 e o primeiro semestre de 2019.

“Estamos queimando 270 quilos de cocaína, extremamente pura e mais de 450 quilos de maconha. Não é segredo para ninguém que o Acre é considerado uma rota para o tráfico de drogas, principalmente para a cocaína que é produzida na Bolívia e no Peru. Cabe salientar também que esse trabalho de combate ao tráfico de drogas também atinge as organizações criminosas, porque é com o tráfico que elas se capitalizam e aumentam seu poderio no estado”, afirmou o delegado.

A juíza da 5º Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, Maria Rosinete dos Reis, afirmou que a incineração não prejudica a produção de provas e que também é uma medida de segurança para a droga não ficar em delegacias.

“Quando é feita a apreensão, a autoridade policial, a partir da determinação do juízo, já pode fazer o procedimento de incineração. Não há necessidade de ficar guardando essa droga na delegacia, até mesmo por questão de segurança, o que não prejudica a produção probatória, porque todas essas drogas apreendidas já foram retiradas as respectivas amostras e confeccionado os laudos periciais que farão parte do processo”, disse a magistrado.

  • Com informações do Portal G1.